Categorias: Buscar:
Detalhes do Produto


ACUMULAÇÃO DE TRABALHO E MOBILIDADE DO CAPITAL
Autor: PELIANO, JOSÉ CARLOS
Editora: EDU - UNB

Ficha Técnica

ISBN: 8523002952
Origem: Nacional
Ano Edição: 1990
Edição: 0
Formato: 15,5x22,5
Nº Paginas: 154
Idioma: PORTUGUES
Peso: 0,15

Sinopse

Ao observar o fenômeno das migrações internas dos trabalhadores deste país de dimensões continentais, o autor começou a levantar hipóteses para tentar explicar este fenômeno com base em três evidências concretas: grande parte dos migrantes tem profissões mal remuneradas; as migrações intensificam-se em períodos de recessão econômica; as migrações geraram movimentos como os dos "bóias-frias" e dos trabalhadores nômades. Sob a perspectiva da estrutura econômica de um país emergente, onde a desigualdade de renda é um problema crônico, o estudo das migrações parte da história dos grandes momentos da evolução do trabalho. As relações de trabalho são estabelecidas pelo processo social de produção, que determina a existência e distribuição espacial do trabalho. Observando-se a transformação do trabalho em força de trabalho, percebe-se a venda ou o aluguel da capacidade humana de trabalho. Esta transformação se concretiza em capital. A geração e manutenção do capital é o que fundamenta sua mobilidade e, conseqüentemente, a acumulação do trabalho. Até certo ponto é um processo irreversível, onde os custos sociais servem como medida do equilíbrio instável.
Partner © 2010 Todos os direitos reservados
Formas de Pagamento